.post img { max-width: 500px; height: auto;

terça-feira, 24 de junho de 2014

Um pedacinho do interior.

Este mês vocês já devem ter observado que eu estou totalmente no espírito de roça não é?   É que no mês de junho com todo este clima de festa junina me dá uma saudade danada do interior!! Quem teve um pedacinho da infância andando de pé descalço e comendo fruta direto do pé sabe do que eu estou falando... 

Hoje vi no site da Casa Abril esta casa linda projetada pelo arquiteto José Ricardo Fois a 20km de Belo Horizonte, feito do jeito que a moradora queria, cheio de memórias afetivas herdadas dos tempos de infância vividos no interior de Minas. Eu que tive um pedacinho da infância no interior me sinto exatamente assim, adoro introduzir elementos que me lembrem a infância e o gostinho de interior.





A proprietária garimpou durante cinco anos todos os elementos que foram introduzidos no projeto como os objetos de decoração como lamparinas de ferro, panelas e potes de barro e colchas de crochê. Este banheiro com pia de louça colorida e um pequeno espelho de moldura antiga é puro aconchego.






E falando em lembranças do interior... outros detalhes que fazem a gente viajar no tempo:

Canequinhas de ágata penduradas nas prateleiras:

Imagem: Morar GNT


Cafezinho coado no coador de pano...

Imagem: Coisas da Roça


Paninhos porta talheres e tampas penduradas nas paredes me lembram muito o interior!!
(e é uma ideia fofa para aqueles tempos sem armários que passamos de vez em quando)

Imagem: Virginia C Galeria


Imagem: Atelier de Maria

Imagem: Laranja Lima


Quer fazer uma versão moderna de porta talheres? Passo a Passo do blog Bbel




Material:
. Tábua de madeira;
. Corte de tecido de acordo com o tamanho da tábua;
. Fita ziguezague;
. Grampeador;
. Cola quente;
. Ferro de passar roupas.

Grande abraço a todos com cheirinho de café!

7 comentários:

  1. Maravilhoso, um toque de roça com estilo. Esse café deve está delicioso.
    Películas decorativas acesse Insulfilm decorativo

    ResponderExcluir
  2. bom dia flor
    eu também passei a infância na roça,
    mas não era uma roça chique como destas fotos, era um pouquinho ...diferente rs


    baci

    ResponderExcluir
  3. Que lindo...na casa da minha avó era assim, regado a muiiiiiito amor!

    ResponderExcluir
  4. Anônimo25/6/14

    Simplicidade que vai na alma

    ResponderExcluir
  5. essas imagens tem cheiro de bolo de fubá com café

    ResponderExcluir
  6. Anônimo11/1/15

    Muito lindas e fofas essas fotos! Deu até uma idéia de como decorar minha casa... Sei bem do que estás falando, tive um pé no interior, na adolescência. Fiz tudo isso que falastes (comer fruta do pé e andar descalça). Não tem sensação de liberdade maior que isso! Dei meu primeiro beijo sob a sombra de um pé de mangostao. Parecia cena de filme. A infância/adolescência em zona rural não tem igual. Viver longe da violência, num interior à beira mar (foi assim o interior da minha mocidade) é como viver no paraíso terrestre, confesso. Hoje, sou uma médica, vivo na capital, mas tenho um pé no interior. Um dia, quem sabe, ainda compre uma casinha num interior litorâneo?

    ResponderExcluir

Agora me contem o que acharam do post!!