.post img { max-width: 500px; height: auto;

sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

Do que gosto. 10 de minhas referências como arquiteta.

Sinto diariamente que trabalhar com arquitetura é como algo predestinado para minha vida, não no sentido romântico da expressão, mas como uma vitória pessoal realmente. Conseguir trabalhar com o que se identifica, com sua paixão, é realmente um privilégio. Considero a arquitetura um conjunto de atribuições e sentimentos que realmente extrapola o que qualquer legislação possa definir. É saber ouvir, interpretar, ponderar, otimizar, valorizar, argumentar e ter como resultado um produto que seja reflexo não de seu estilo, mas da identidade de alguém ou de uma família, enfim: a tradução do modo de viver e da individualidade das pessoas. Não é arquitetura no sentido literal da palavra. É muito mais.

Eu sou meio que alucinada. Prefiro por exemplo uma reforma a uma construção partindo do zero, apesar de trabalhar com ambas situações. Mas ter em suas mãos uma edificação complicada e aos olhos de todos sem solução, enxergar nela todo um potencial e resolver as surpresas que aparecem no caminho a cada parede demolida é para mim o máximo. Um desafio a enfrentar. E o olho da gente vai ficando treinado com os anos!! A melhor parte? Quando mostramos o projeto e o cliente diz: Não acredito que conseguiu fazer tudo isso neste espaço!!!

Mas toda esta conversa surgiu um pouco deste clima de começo de ano, de esperanças renovadas e de desejo profundo de concretizar e colher os frutos de tanto trabalho e dedicação. Acho que isso traduz o que todos nós sentimos nesta época. E para começar os posts deste ano queria mostrar para vocês uma boa parte de tudo que me inspira, meus gostos pessoais que nem sempre se traduzem em meus projetos, afinal eles não são para mim, mas para atender os meus clientes!! Mas acho que são imagens que contam um pouquinho mais sobre mim e que tive vontade de mostrar para vocês que me acompanham sempre por aqui. 

Referência nº 01- Arquitetura como elemento integrante da decoração de interiores. Daí a minha paixão por grandes de ferro em cantos especiais, revestimentos interessantes formando paredes de destaque, fontes de jardim, esquadrias como estas da foto... se fosse reformar uma casa certamente tentaria manter esquadrias como esta em madeira cheia de detalhes entalhados pelo menos em alguns ambientes onde ele pudesse ser integrada ao espaço como um complemento decorativo eficiente sem que se tornasse um elemento definidor de toda a decoração.

Imagem: ArkPad


Referência nº 02- Varandas em apartamentos. Exceto naqueles casos em que o ambiente interno realmente tenha um sério problema de espaço que o projeto não consiga resolver com uma boa marcenaria eu sempre, sempre vou indicar que se mantenha pelo menos uma varanda no apartamento. Nada de fechar com vidros e torná-la um ambiente confinado. Ter uma varanda é ter aquele espaço externo privativo de sua casa, onde se pode respirar e se sentir a vontade. Varanda não tem cara de férias?!! Quero logo uma rede ou uma mesinha para conversar com os amigos... Grande, pequena, não importa. É seu refúgio. Se puder ser uma varanda gourmet então... Perfeito!!!

Imagem: Adventurous Design Quest


Referência nº 03 - Luz natural. Nada melhor para valorizar as cores, as texturas e o clima de aconchego de uma casa que muita luz natural. Sei que a tendência por muito tempo foi a de manter blecautes por toda a casa para evitar que os tecidos dos móveis desbotassem, etc. Mas com os novos materiais especialmente usados em rolôs, que deixam a luminosidade passar sem que a sensação térmica e os raios ultravioleta entrem no espaço evoluímos consideravelmente nesta área. A real necessidade do blecaute vejo apenas em home theaters ou quartos em que se prefira o escuro total. Acho um pouco opressivo nas demais áreas... Gosto mesmo é das aberturas com cortinas fluidas, sempre abertas e deixando a gente ver a vida passar lá fora. Acho moderno e romântico ao mesmo tempo. 

Imagem: Decorology


Referência nº 04 - Cadeiras diferentes entre si. Sem explicação, sempre gostei. Acho bonito, rico em personalidade, fico sempre imaginando a história de cada uma delas, de onde vieram, de quem foram herdadas... deixam a casa com personalidade sabe? É o que eu acho, vai entender...rssss

Imagem: 79 Ideas


Referência nº 05 - Paredes cheias de livros. Desde pequena sou apaixonada por livros. sempre gostei muito de ler, mas a minha atração não parava por aí. Gostava das cores, dos cheiros, da forma como as pessoas organizavam. Criança meio estranha eu não é? Rssss. Mas o fato é que eu adorava quando entrava em uma casa e via livros em uma parede inteira, do piso ao teto. Acho que deixa o espaço caloroso e aconchegante. Não é preciso fazer isso em toda a casa, mas garantir um cantinho para este acervo tão especial eu acho o máximo!!! E aproveitando a imagem, uma confortável poltrona de couro marrom para leitura é o complemento perfeito, feitos um para o outro!!!

Imagem: Chic Decó


Referência nº 06 - Mix de estampas. Fico de olhos brilhando só de pensar. Acho o máximo entrar em uma loja de tecidos e fazer as combinações mais improváveis e ver o quanto no final parecem feitas umas para as outras. Acho que por isso o artesanato acabou me atraindo. Porque é uma forma mais fácil de matar a vontade de combinar estampas e cores das formais mais inusitadas. Adoro propor em meus projetos possibilidades de combinação de estampas, especialmente para almofadas, papéis de parede e roupas de cama e ver que aquela proposta que inicialmente causa um certo susto para os mais conservadores acaba se tornando elemento preferido depois de tudo pronto. Clientes homens são os mais descrentes, mas os que  ficam mais surpresos e felizes com o resultado. Arquitetura é quase antropologia, estão vendo??? Rssss.

Imagem: Prenons le Temps


Referência nº 07 - Contraste tijolo aparente + branco. O tempo e a experiência me ensinaram que nem sempre o tijolo aparente é a melhor opção, especialmente porque limita a decoração e torna os ambientes internos um pouco escuros. Mas se a parede for feita de tijolos com nuances e queimas diferentes entre si (imitação nem pensar!!!), se houver grandes aberturas proporcionando muita luz natural e detalhes brancos nos arremates de esquadrias ou se o revestimento aparente se limitar a paredes especiais... não tem erro!!!

Imagem: Decorology


Referência nº 08 - Quintal. Considero o maior privilégio em se ter uma casa. Adoro criar micro espaços em que cada nível se torne um ambiente, gosto do verde, das cores, de barulhinho de água, de chuveirão... é um lugar onde se pode dar asas à imaginação e aproveitar ao máximo o que o espaço tem a oferecer. A imagem abaixo é um excelente exemplo de como se apropriar do declive do terreno de uma forma inteligente e cheia de charme.

Imagem: Arkpad


Referência nº 09 - Cozinhas "menos planejadas". Vou tentar explicar. Na verdade não é que tenham que ser menos planejadas, mesmo porque a contratação deste tipo de serviço é uma garantia maior do produto. Mas digo no sentido de não manter tudo com o mesmo revestimento, mesma cor, mesma textura... e principalmente nada de deixar tudo a portas fechadas!!! Sempre gostei de introduzir pelo menos uma cor, partes abertas com prateleiras ou portas tipo cristaleira. Nada de cozinha com cara de show room de loja!!! Vejam a imagem abaixo: É ou não uma cozinha feita para ser usada? Livros de receita sempre à mão, temperos... e ouvindo música no rádio estiloso!!!

Imagem: Decorology


Referência nº 10 - Área de lazer com jeito de roça. Minha memória visual da infância é cheia de imagens de minhas férias no interior da Bahia. Era bom demais!!! Fogão a lenha (que deixa aquele cheiro delicioso pelas ruas), fruta no pé, andar descalço... acho que até hoje a minha precisão no que diz respeito a cheiros veio dessa época. Adoro comida feita no fogão a lenha, especialmente feitas em panelas de ferro... comemoro feliz da vida o resgate do hábito de usar o fogão a lenha nas áreas de lazer. Já usei em vários projetos!!

Imagem: Poppytalk


Gente do céu, lembrei de tantas outras referências para mostrar... mas por enquanto acho que vou ficar por aqui, qualquer dia volto a este assunto senão isso aqui não termina hoje!!! Grande abraço a todos e Feliz 2013!!! Muita sorte para todos nós!!



15 comentários:

  1. Olá!
    Tbm compartilho de seu gosto!
    Amei a cozinha, já foi pro meu arquivo, derreti!
    Bjs e lindo fds!

    ResponderExcluir
  2. Carla querida, adorei o post, que linas referências e inspirações!
    As cozinhas me encantaram!!!
    Feliz 2013 pra ti e tua família!
    Beijosssssss
    Vero

    ResponderExcluir
  3. Oi, Carla!
    Amei o post e suas referências.
    Minha avó tinha um fogão a lenha nos fundos de casa, e tinha o hábito de cozinhar nele durante o inverno... Eu acordava e ia direto esquentar as mãos nele. rs
    Beijos e um ótimo 2013.

    ResponderExcluir
  4. Carla que buena sus regencias coincido plenamente... Luz natural .,, sillas distintas. Me encanto su post
    Cariños

    ResponderExcluir
  5. OI Carla! Que legal esse post, bem diferente! Gostei dos seus gostos kkkk
    Beijos
    Bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  6. Amei conhecer suas referências e realmente são lindas
    beijoss
    inspiresenoamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. oi carla
    sou novinha por aqui no seu blog
    meu sonho é ser arquiteta de interiores, adorei seu blog por que é bem explicadinho para quem esta no meio termo como eu, não é profissional mas também não totalmente leiga no assunto.
    eu também concordo com o quesito varanda em apartamentos, eu como moradora detesto apartamento pra mim nunca substitui uma casa, morar em casa hoje em dia é realmente um privilégio, também o quesito quintal nem se fala, ai que saudades das casas de antigamente onde ainda se mantinham quinatsi, alguns imensos, luz do sol então nem se fala, igual a barulhinho de chuva,aqui em casa tem que ter uma estante com livros ainda que pequena,o mix xadrez, listrado e floral é o que eu estou tentando fazer agorá, estou redecorando minha casinha...
    também tenho um blog, não é relacionado a área de arquitetura e decoração mas quando puder dê uma passadinha lá
    http://www.meucantinhoeminhavida.blogspot.com.br/
    feliz 2013 pra você

    ResponderExcluir
  8. Não é à toa que vc é minha arquiteta preferida... rs. Suas referências são muito parecidas com os meus gostos de leiga que apenas sabe amar uma casa aconchegante ;)
    Bjo&Carinho!

    ResponderExcluir
  9. Passei pra deixar um beijão e te convidar pra fazer uma visitinha no meu blog. Ele tá de cara nova e nome também.

    Beijos
    A Mãe da Estela
    (www.amaedaestela.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  10. Carla, ótimo post! Faço das suas, as minhas palavras, principalmente quanto às cadeiras (doença!) e cozinhas menos planejadas. Que cantinho ótimo desta cozinha que você postou. Já imaginei ela aqui na Itália, e eu soterrado de produtos da Alessi...rs. Vinho tinto e pão... meu deus! Coisa boa, senhor!

    P.S: Tenho uma memória incrível... Tinha visto aquela cena da Odete Roitman e guardei ela na cabeça. Sabia que iria usá-la em algum post. Pior é que sem querer fiz o mesmo roteiro que ela. Grande Odete! Aquela sabia das coisas...rs.

    Beijo!!

    www.disegnoamilanesa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Anônimo7/1/13

    www.contactoacabamentos.com.br

    ResponderExcluir
  12. Adorei essa postagem!
    Eu jamais fecharia a minha varanda, mesmo se fosse permitido. Mas lá na casa da minha mãe, ela fechou e fez toda a diferença. A sacada era tão, mas tããããão estreita, não cabia nada- nem cadeira, nem banco, nem rede... só uns tímidos vasinhos de planta. Eu era a única que entrava ali, quando criança, com um balde, para fingir que a Barbie estava na piscina. Isso até os meus 5 anos. Depois, ficou apertado até para a Juliana criança de uns 6, 7 anos. Com a varanda fechada, deu para aproveitar mais o espaço... colocamos poltrona, móvel de telefone, e até eu sair de casa eu e minha mãe batíamos longos papos nesse espaço varanda/sala. Foi a melhor coisa que minha mãe fez. Já as minhas cabe uma rede, uma mesinha com banquinhos... abro a mão não. AMO ficar na rede lendo.
    Sou uma leitora voraz. Amo casas cheias de livro. Estou espalhando os meus aos poucos. Ainda não peguei tudo na casa da minha mãe, mas nem me preocupo... livros novos nunca param de chegar, rs!
    E o mix de estampas? ADORO. Sem palavras para descrever.
    E quanto às cozinhas planejadas... vou ser bem franca. Curto muito não. Peguei um apê com móveis planejados em todos os cômodos (até na sala), só a varanda escapou. Acho meio sem personalidade... por isso que sempre procuro formas de quebrar essa cara insuportável de móvel de vitrine, acho que aos poucos estou conseguindo. Só não mexi no meu banheiro ainda. Está branco demais, tradicional demais, com cara de loja. Mas em breve mudo isso. Ou tento mudar.

    Feliz 2013!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Bom dia Carla!

    Sua paixão por sua profissão é contagiante. Seu conhecimento, e a experiência q já tem, e sua sensibilidade, pq através desse texto e de outros q já li, é visível q você tem a sensibilidade necessária para 'sentir' e ouvir o cliente q te procura.
    Como você bem escreveu 'é um privilégio trabalhar com o q se identifica, com uma paixão'. Se eu pudesse recomeçar, hoje eu escolheria outra profissão. Descobri tarde na Vida que minha paixão é pela criação, é pelo processo de transformar algo inadequado em algo bonito e prático, é criar algo do nada. Descobri isso qdo comprei minha primeira casa aqui, há 11 anos atrás, q remodelamos juntos, meu marido e eu, do teto ao chão. Soluções para pequenos espaços, q hoje eu vejo na internet, eu criei naquele pequeno espaço por pura inspiração e um sentimento nato de organização, praticidade, e procura pela beleza.

    Sucesso pra você, sempre!

    ResponderExcluir
  14. Anônimo26/9/14

    Não há nem o que dizer, após este post sem dúvidas essa Carla é incomparável em suas idéias e conceitos.

    ResponderExcluir
  15. Anônimo2/3/15

    Oi Carla, adorei suas ideias e por isso gostaria de pedir uma ajuda. Minha nova casa é no estilo de fazenda, e queria que minha cozinha embora não tenha fogão de lenha gostaria que lembrasse fazenda. Estou em dúvida como colocar ladrilhos hidraulicos, eu queria colocar uma faixa de ladrilhos acima da bancada de granito (são 4 metros de bancada), mas vi um porcelanato Eliane Essence Decor que imita os ladrilhos e é mais em conta, só que as peças são de 60x60 e como tenho uma janela grande (2m) acima da bancada, sobra apenas 15 cm entre a bancada e a janela, será que fica bom colocar a peça inteira na parede toda e na parte da janela recorta o porcelanato. Queria que me ajudasse. Aguardo contato. Obrigada, Alessandra.

    ResponderExcluir

Agora me contem o que acharam do post!!